Clique aqui para ver a versão completa
Imprimir

Prefeito de Leopoldina participa de inauguração do SAMU regional em JF ao lado do governador
 
Atualizado em 10/02/14 - 21h33

       
 
 
 
Foto: Agência Minas
O prefeito José Roberto ao lado do governador Anastasia na inauguração.
 

Desde sábado, 08/02, 1,6 milhão de mineiros, de 96 municípios, passam a ter um atendimento à saúde com mais qualidade e agilidade. O governador Antonio Anastasia  esteve em Juiz de Fora, e inaugurou ao lado do prefeito de Leopoldina e presidente do CISDESTE, José Roberto de Oliveira, a Central Operativa da Rede de Urgência e Emergência Macro Sudeste, além de entregar 39 ambulâncias.

A inauguração, realizada em frente à sede do Samu Regional, em um prédio ao lado do Hospital Regional de Urgência e Emergência, no Bairro São Dimas, Zona Norte, contou com a presença do secretário de estado de Saúde, Alexandre da Silveira, além de seus antecessores na pasta, Antônio Jorge Marques e o hoje deputado federal Marcus Pestana.

"Vamos ter esse atendimento de urgência formado, não só pelo Samu, que inicia os trabalhos imediatamente, mas por uma retaguarda de hospitais não só aqui, em Juiz de Fora, mas em toda região para atender os casos de emergência e urgência. É um projeto importante. Minas Gerais é o pioneiro nesse projeto no Brasil", destacou Anastasia.

Central Operativa

O investimento para a implantação da Central Operativa da Rede de Urgência e Emergência Macro Sudeste foi de R$ 12,4 milhões, recursos do Governo de Minas  aplicados na construção da Central, que também é sede do Samu Regional, compra de materiais, equipamentos e capacitação de equipes. A Central é uma estrutura física onde irão trabalhar profissionais (médicos, telefonistas auxiliares de regulação médica e rádio operadores) capacitados em regulação dos chamados telefônicos que demandam orientação e atendimento de urgência, por meio de uma classificação e priorização da necessidade de assistência em urgência, além de ordenar o fluxo efetivo das referências dentro de uma rede de atenção.

Os recursos do Estado também foram aplicados na montagem de 29 bases descentralizadas da Rede. As bases estão localizadas em 26 municípios: Além Paraíba, Andrelândia, Astolfo Dutra, Bicas, Bom Jardim de Minas, Carangola, Cataguases, Ervália, Espera Feliz, Fervedouro, Goianá, Juiz de Fora (quatro bases), Laranjal, Leopoldina, Lima Duarte, Matias Barbosa, Miraí, Muriaé, Patrocínio do Muriaé, Rio Pomba, Rio Preto, Santos Dumont, São João Nepomuceno, Senador Firmino, Ubá e Visconde do Rio Branco.

As 39 ambulâncias do Samu entregues foram distribuídas para as bases, duas delas para Leopoldina. Oito são unidades de suporte avançado, contando com um médico, um enfermeiro e o motorista. As outras 31 são unidades de suporte básico, integradas por um técnico de enfermagem e o motorista.

As unidades de suporte avançado vão para os municípios de Carangola, Juiz de Fora (duas unidades), Leopoldina, Lima Duarte, Muriaé, Santos Dumont e Ubá. À exceção de Juiz de Fora que contará com seis, cada uma das 26 cidades com base descentralizada terá uma unidade de suporte básico.

Antonio Anastasia ressaltou a importância da política estadual de urgência e emergência implantada em Minas, destacando a mudança que ocorreu, a partir de 2009, no atendimento à população de municípios menores, quando o governo do Estado iniciou a implantação das redes regionais de urgência e emergência. "Os pequenos municípios passam a ter atendimento imediato por meio do Samu. Temos uma melhor qualidade e muito mais rapidez no atendimento. Sabemos que a rapidez, no caso de saúde, pode ser decisivo", disse.

Durante a solenidade, o governador Antonio Anastasia ganhou um uniforme do Samu das mãos do presidente do Consórcio Cisdeste, que vai administrar a rede, o prefeito de Leopoldina, José Roberto de Oliveira. Depois, ele visitou as dependências da sede regional do Samu.

Da Redação com informações e fotos da Agência Minas e da Tribuna de Minas

 
Foto: Agência Minas
Anastasia durante seu discurso na inauguração do SAMU Regional.
Foto: Agência Minas
Trinta e nove ambulâncias doram distribuidas para os SAMU''''''''s da região.
Foto: Agência Minas
As unidades de suporte avançado contam com um médico, um enfermeiro e o motorista.

 
Conteúdo extraído do site www.leopoldinense.com.br